Brasil é líder LATAM em digitalização bancária e estudos indicam que esta será tendência no pós-pandemia para atender as necessidades do consumidor digital.

A pandemia do coronavírus (Covid-19) mudou o comportamento do consumidor, incentivando a adoção do digital em maior escala e velocidade. 

No setor financeiro, esse impacto não foi diferente: a digitalização bancária se consolida cada vez mais no Brasil – líder no setor entre os países da América Latina – e tudo indica que esta será tendência nos próximos anos como forma de atender às necessidades do consumidor digital.

Pandemia do coronavírus impulsiona pagamentos via aplicativos digitais, diz pesquisa

Dados do relatório “Estado do banco digital da América Latina” realizado pela Comscore, revelam que a digitalização bancária e as tendências financeiras ganharam destaque durante o coronavírus.

A pesquisa revela que apenas nos primeiros meses de 2020, os bancos digitais experimentaram saltos exponenciais no total de visitas, chegando a quase 200% no Brasil.

Segundo o estudo, o principal motivo que justifica essas tendências na América Latina são as restrições à mobilidade como forma de conter a pandemia. Além disso, conteúdos de caráter financeiro se multiplicaram consideravelmente nas redes sociais.

De acordo com a pesquisa, a categoria de finanças apresentou um crescimento de interações de 128% no Instagram, 77% no Twitter e 34% no Facebook na comparação entre março de 2019 e março de 2020.

Diante deste cenário, bancos e instituições financeiras viram nos aplicativos de pagamentos e nas carteiras digitais a solução perfeita para darem continuidade aos negócios e, ao mesmo tempo, elevar a experiência do consumidor (Customer Experience ou CX) através de um serviço prático, rápido e conveniente. 

Comportamento do consumidor: Novos hábitos de consumo impactam digitalização bancária, segundo especialistas

Estudos da PayU revelam que o e-commerce latino-americano cresceu em mais de 50% durante a pandemia, segundo o portal E-commerce Brasil. Tratando-se do Brasil, o crescimento é de 40%.

Especialistas afirmam que os novos hábitos de consumo – bem como a maior utilização de dispositivos móveis – como forma de os clientes se adaptarem ao novo “normal” refletem diretamente no aumento da digitalização bancária. 

Segundo eles, a tecnologia já faz parte da rotina dos consumidores, que buscam por soluções imediatas e acessíveis para realizar tarefas como mercado e pagamentos.

Entre janeiro e abril de 2020, por exemplo, logo nos primeiros efeitos da pandemia, as transações bancárias realizadas por pessoa física via celular cresceram 22%, com queda no mesmo período de 53% nas agências, segundo dados da Deloitte.

Logo, os dados acima apresentados evidenciam a necessidade de as empresas repensarem suas estratégias e investirem em soluções digitais e integradas como forma de continuar dando suporte ao cliente e garantir a excelência no atendimento, mesmo que à distância.

Brasil é líder LATAM em digitalização bancária

O relatório da Comscore também concluiu que o Brasil lidera o ranking de digitalização bancária nos países da América Latina.

Segundo o estudo, alguns motivos justificam a liderança brasileira. Entre eles, destaca-se o fato de que o país é o mais conectado nas redes sociais. Com 88% dos brasileiros internautas como usuários de redes sociais, a população se confirma com perfil digital, estendendo este comportamento aos serviços bancários.

Segundo a pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2021, as transações bancárias via celular ultrapassaram 50% das operações feitas pelos brasileiros em 2020.

Além disso, vale relembrar que o Brasil é o primeiro a testar o WhatsApp Pay, modalidade que permite a realização de transações bancárias entre os usuários do WhatsApp, devido ao fato de o país ser a maior comunidade conectada à rede social.

Adicionalmente, o estudo concluiu que as fintechs e os bancos digitais têm se consolidado cada vez mais no mercado brasileiro, criando um ecossistema que compete pela atenção do cliente digital.

Segundo o relatório da FintechLab de 2020, estima-se um volume de cerca de mil fintechs e iniciativas de eficiência financeira em atuação no Brasil, em um contexto em que o Pix e o Open Banking impulsionam uma competitividade sem precedentes na digitalização do sistema financeiro nacional.

Os dados deixam claro como o comportamento do consumidor impacta na digitalização dos serviços e evidenciam a necessidade das empresas investirem em soluções focadas em CX para garantir o sucesso do atendimento ao cliente em um mercado altamente competitivo.

Transações bancárias via aplicativos é tendência pós-pandemia

A partir do estudo da Comscore, especialistas concluem que a digitalização bancária será tendência inclusive no pós-pandemia.

Segundo eles, a popularização da internet no Brasil, com quase 75% da população conectada a alguma rede social, evidenciam o fato de que o digital já faz parte da realidade dos brasileiros, inclusive no que diz respeito aos meios bancários.

Dados da Associação Brasileira de Empresas de Cartão de Crédito e Serviços (Abecs) relatam que, apenas no último ano, os pagamentos por meios digitais chegaram a R$1,38 trilhão.Foram 16,3 bilhões de transações, sendo R$ 306,9 bilhões em compras não presenciais, segundo o portal Mercado & Consumo.

Ainda de acordo com os especialistas, o país possui mais de 240 milhões de smartphones, representando um mercado com grande potencial digital que não pode ser ignorado e um consumidor muito aberto às evoluções tecnológicas.

Vale relembrar que 1 a cada 4 consumidores já utilizaram chatbots no atendimento ao cliente e 69% mostraram-se satisfeitos. Além disso, 77% dos consumidores desejam que as transações de compra desconectadas evoluam para uma experiência unificada.

Com os consumidores da nova era cada vez mais adaptados e imersos em um ambiente digital, mais uma vez fica clara a necessidade de empresas repensem o modo de fazer negócios, através da adoção de soluções digitais e integradas (omnichannel) que interajam com os consumidores nos canais de contato onde eles estão presentes.

DNK é número 1 em soluções omnichannel integradas às APIs dos principais aplicativos 

A DNK oferece as melhores soluções para Call Center e Contact Center integradas às APIs dos principais aplicativos, sendo especializada no desenvolvimento de produtos, soluções e serviços de alta performance para as empresas da área.

O uso de tecnologias de última geração juntamente com uma equipe de profissionais experientes, leva a DNK a inovar constantemente para transformar a experiência de clientes e parceiros com seus consumidores.

A DNK preza pela excelência no atendimento ao cliente, fornecendo aos seus parceiros ferramentas e plataformas com funcionalidades inovadoras e customizáveis.

Com os serviços e produtos da DNK, o atendimento ao cliente é realizado através de uma plataforma integrada omnichannel, que conecta todos os canais de atendimento (WhatsApp, voz, web e chat e dentre outros) com rápida recuperação de informações e dados do cliente, de forma a oferecer uma gestão completa e satisfatória da jornada do cliente com resultados diferenciados.

A empresa é reconhecida pelo mercado e premiada pelas suas soluções e cases de sucesso. Campeã da categoria  “Melhor Solução de Autoatendimento” no XXI Prêmio Consumidor Moderno e vencedora do troféu prata no Prêmio Cliente SA 2020, na categoria “Líder em Estratégia de Inovação”, em parceria com um cliente, a DNK compreende que um consumidor bem atendido é o segredo para o sucesso do atendimento.

Leave reply:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *