According to Abraseci's projections, payment methods of the future will replace alphanumeric passwords with biovalidation systems.

Você vive esquecendo suas senhas? Se a resposta é sim, talvez você fique sabendo que os meios de pagamento do futuro deverão abolir as senhas alfanuméricas – conjunto de números e letras que precisamos utilizar com cartão e outras formas de pagamento.

À medida que novas tecnologias surgem, tudo indica que essas senhas serão substituídas por sistemas de biovalidação: padrão de voz, impressão digital e até pulsação, que poderão ser transformados em assinatura. A previsão é da Associação Brasileira de Segurança Cibernética (Abraseci).

De acordo com Hiago Kin, presidente da Abraseci,  assim como a maioria dos smartphones já permite autorizar pagamentos digitais  através de impressão digital e reconhecimento facial, a perspectiva é ampliar as opções de produtos hoje existentes e aprimorar o processo de compreender e reconhecer padrões humanos para eliminar senhas.

Open Banking e Fintechs incentivam novas formas de transferir dinheiro

É muito comum observarmos que muitos brasileiros ainda andam apenas com dinheiro em espécie. Porém, a chegada do Open Banking (que viabiliza o compartilhamento de dados entre instituições financeiras) e o boom das fintechs – impulsionados pela transformação digital e a pandemia do coronavírus – incentivaram o surgimento de novos jeitos de transferir dinheiro.

Tratando-se do Open Banking, vale ressaltar que o incentivo foi tamanho que o Brasil é líder LATAM em digitalização bancária e um dos únicos – se não o único da região – a adotar o PIX,  meio de pagamento criado pelo Banco Central que pode ser feito sem custos.

Transformação Digital e os meios de pagamento do futuro

Hoje, pelo menos nos grande centros urbanos, é muito raro estranharmos pagamentos feitos com maquininhas que aceitam aproximação com cartões, celulares, smartwatches ou pulseiras; PIX ou QR Code. Futuramente, a tendência é que cada vez menos pessoas estranhem tais meios de pagamento.

Segundo dados de 2021 da Juniper Research, mais de 4,4 bilhões de pessoas terão adotado as carteiras digitais até 2025. Tal teoria pode ser reforçada ao relembrarmos o levantamento do Digital Banking: Banking-as-a-Service, Market Transformation & Forecasts 2021-2026, também realizado em 2021. O  estudo estima que, até 2026, mais da metade (53%) da população mundial terá usado digitalização bancária.

O mesmo estudo da Juniper Research também sugere que QR Code representará 40% das operações, devido à sua facilidade de uso e aceitação.

Tecnologias deverão evoluir, mas nunca serão totalmente seguras, alertam especialistas

De acordo com especialistas em transformação digital, as tecnologias envolvendo os meios de pagamento do futuro devem evoluir a ponto de os sistemas de segurança serem capazes de reconhecer uma pessoa apenas juntando pedaços de informações. Isso significa não depender da memória humana (e de suas falhas) para decorar senhas.

Segundo eles, os aplicativos de pagamento digital, em geral, são seguros, porque o sistema financeiro é um dos que mais investem em segurança digital no mundo. Contudo, esses profissionais alertam que no ambiente digital, nunca haverá 100% de segurança.

“Estudos comprovam que a cada 39 segundos ocorre um novo ataque em algum lugar da web.  É preciso que lideranças executivas entendam que como tecnologias e recursos de cibersegurança evoluem, as habilidades de hackers e criminosos digitais também se aprimoram. Dessa forma, torna-se imprescindível que empresas invistam em soluções eficazes para garantir a segurança de dados internos e de clientes”, alerta Ântimo Gentile, Diretor Presidente na DNK Infotelecom.

Outra dica dos especialistas é ter máxima cautela com smartphones e evitar emprestá-los para terceiros.

“O celular tende a ser a carteira digital de grande parte da população. É nesse dispositivo, até então, inofensivo, que estarão todos os seus dados e informações de pagamentos. Hoje em dia, ninguém que tem R$15 mil sai com esse dinheiro e anuncia que possui esse valor, porém esquecem que o acesso a esse montante está no celular. Dito isso, meu conselho é evitar ao máximo emprestar o celular para terceiros, principalmente quando este estiver com a tela principal desbloqueada para evitar fraudes como SIM SWAP“, orienta Gentile.

DNK é número 1 do mercado em soluções omnichannel integradas a API dos principais aplicativos

Alinhada às necessidades do mercado, a DNK oferece as melhores soluções para call center e contact center conectadas à API das principais redes sociais e aplicativos, como o WhatsApp. Para isso, a empresa conta com o uso de tecnologias de última geração e com uma equipe de profissionais experientes.

Além de máxima excelência e segurança no atendimento ao cliente, a DNK preza pelo cumprimento das normas exigidas pela Lei Geral de Proteção de Dados. Para tal, a empresa fornece aos seus parceiros ferramentas e plataformas com funcionalidades inovadoras e customizáveis, com opção de armazenamento de dados em nuvem, que diminui consideravelmente as chances de vazamento de informações.

A DNK preza pela excelência no atendimento ao cliente, fornecendo aos seus parceiros ferramentas e plataformas com funcionalidades inovadoras e customizáveis de modo a garantir uma CX satisfatória e inesquecível.

Com os serviços e produtos da DNK, o atendimento ao cliente é humanizado e realizado através de uma plataforma integrada omnichannel, que conecta todos os canais de atendimento (WhatsApp, voz, web e chat e dentre outros) com rápida recuperação de informações e dados do cliente, de forma a oferecer uma gestão completa e satisfatória da jornada do cliente com resultados diferenciados.

A empresa é reconhecida pelo mercado e premiada pelas suas soluções e cases de sucesso. Campeã da categoria “Melhor Solução de Autoatendimento” , através da URA DNK, no XXI Prêmio Consumidor Moderno e vencedora do troféu prata no Prêmio Cliente SA 2020, na categoria “Líder em Estratégia de Inovação”, em parceria com um cliente, a DNK compreende que um consumidor bem atendido é o segredo para o sucesso do atendimento.

SIM Swap Check: Solução auxilia empresas a combater fraudes bancárias e reforça parceria DNK-Infobip

Para auxiliar empresas a mitigar riscos de fraude SIM Swap, empresas da América Latina podem contar com a solução SIM Swap Check.

A solução, fornecida pela nossa parceira Infobip, consiste na verificação se um determinado número celular trocou de SIM card recentemente, o que pode ser um indício de fraude de subscrição.

Com base em dados pessoais obtidos através de phishing ou outros meios de engenharia social, criminosos conseguem se passar pelas vítimas e roubar seus números telefônicos em lojas de operadoras. Quando o novo SIM card é ativado, o bandido instala aplicativos financeiros e tenta entrar nas contas da vítima. Alguns apps oferecem solução de comprovação de identidade através do envio de senha por SMS para um número cadastrado. Como o criminoso está temporariamente controlando o número da vítima, ele recebe o token por SMS e acessa o banco.

Através do SIM Swap Check, os bancos verificam com as teles, em tempo real, se um determinado número telefônico trocou de SIM card nas últimas 12 horas ou 24 horas. Em caso positivo, pode tomar medidas de prevenção, como exigir outras formas de autenticação para validar uma transação ou simplesmente bloqueá-la.

Compreendida a importância de garantir a segurança da informação de clientes e empresas, a DNK entende a importância de se unir a parceiros estratégicos, como a Infobip, para oferecer o que há de melhor no atendimento ao cliente, com máxima segurança e respeito pelas normas exigidas pela LGPD.

Leave reply:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *