Para atender e satisfazer consumidores imediatistas, empresas competem pelo título de mais rápidas entre si investindo em logística e estrutura omnichannel.

Não é novidade que o processo de digitalização e o atendimento omnichannel tornaram-se fundamentais para empresas manterem-se competitivas, principalmente, em tempos de isolamento social.

Com os consumidores cada vez mais digitais e acostumados a utilizarem dispositivos móveis e aplicativos para interagirem e realizarem tarefas do dia a dia, o imediatismo e a conveniência passaram a ser quesitos fundamentais para elevar a experiência do cliente (Customer Experience ou CX, em inglês).

Dessa forma, mais do que estar presente em diversos canais, oferecendo um suporte integrado e 24 horas por dia, sai na frente empresas que oferecem entregas mais rápidas e com o menor custo.

Arquitetura omnichannel amplia canais de venda e chances de conversão de leads, segundo especialistas

Com o isolamento social, as vendas online e o acesso à comércios eletrônicos aumentaram. 

Em 2020, o Brasil registrou um aumento de mais de 73% nas vendas online, segundo dados da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico. Já dados do Relatório E-commerce no Brasil indicam que, apenas em maio deste ano, o comércio eletrônico brasileiro registrou 1,66 bilhão de acessos. O valor corresponde a um aumento de 40%, se comparado ao mesmo período do ano passado.

Para atender a essa alta demanda de pedidos, é cada vez maior o número de empresas que fortalecem suas redes de logística e distribuição de mercadorias a fim de não só ganhar a atenção do consumidor, como também realizar o máximo de entregas em um menor intervalo de tempo e a custo reduzido.

Disputando pelo título de entrega mais rápida entre si, a maioria das empresas prometem entregar o produto no mesmo dia ou, no máximo, 24 horas após a confirmação da compra.

Para garantir o sucesso da entrega rápida, cada vez mais marketplaces investem em arquiteturas multinível com abordagem omnichannel. 

De forma simplificada, a arquitetura multinível permite incorporar as lojas físicas de que estes vendedores (ou sellers, em inglês) dispõem à estratégia, de uma forma mais rápida e eficiente, conectando-as ao jogo do e-commerce via marketplaces

Trata-se de marketplaces que utilizam estoques omnichannel em múltiplos níveis. Neles, é possível estabelecer uma relação multinível ao incorporar os estoques das lojas físicas dos sellers – ou de parceiros e franquias ligadas a eles – na estratégia digital.

Segundo especialistas, a arquitetura multinível omnichannel é uma excelente estratégia para empresas que desejam expandir o sortimento de produtos e, ao mesmo tempo, evitar rupturas no serviço de logística.

Esses profissionais explicam que passam a incorporar à oferta dos marketplaces não apenas o estoque do e-commerce, como também aqueles das lojas físicas ligadas àquele e-commerce.

Dessa forma, a estrutura multinível também proporciona novos canais de venda e novas maneiras de atingir potenciais consumidores (leads).

Marketplace multinível: entregas de curta distância garantem competitividade e elevam a experiência do consumidor digital

Com o aumento do consumo digital, o tempo e o custo da entrega de mercadorias tornam-se fatores decisivos na hora do consumidor concluir a compra.

Um dos grandes benefícios do marketplace multinível é reduzir o tempo de entrega do produto. Além disso, muitas empresas combinam a arquitetura multinível à logísticas baseadas em conceitos de Crowdshipping e Last Mile Delivery

O Crowdshipping trata-se de uma espécie de entrega colaborativa. Combinado à entrega de curta distância (Last Mile Delivery), o serviço permite que empresas de logística ou pessoas comuns realizem uma única coleta na região e entreguem mercadorias a pé ou de bicicleta, por exemplo.

Segundo especialistas, o formato possui um forte potencial de crescimento dentro dos sistemas logísticos. Por serem entregas de curta distância, estas não dependem de grandes operações logísticas, reduzindo custos tanto para os consumidores finais quanto para os varejistas.

Do ponto de vista de negócio, um grande benefício dessa estratégia consiste em reduzir a distância entre produto e consumidor, utilizando as lojas como postos avançados de estoque e garantindo mais competitividade em termos de custo de frete e SLA de entrega, através do ship from store, que são fatores determinantes para melhorar a taxa de conversão. 

Já sob o ponto de vista do consumidor, além da melhor condição comercial por conta destes fatores, a estratégia traz também a opção de retirada na loja, possibilitando, assim, mais uma alternativa.

Além disso, vale lembrar que na abordagem omnichannel, há a vantagem de aumentar de forma significativa a oferta dos produtos e assegurar a venda de um item sem que as equipes das lojas físicas precisem fazer qualquer esforço adicional.

Isso resulta em uma melhora significativa na experiência do consumidor, que passa a ter mais opções e conveniência no processo de compra.

Pick Hub: parceria entre DNK e Ubirider abre mercado para mobilidade e encurta distâncias entre produtos e clientes

Alinhada às necessidades do mercado, DNK e Ubirider unem esforços e trazem a plataforma Pick ao Brasil.

Trata-se de um conjunto de aplicativos móveis e web que combinam o poder do smartphone e da computação em nuvem, dados em tempo real, Inteligência Artificial, comunicações e pagamentos.

“Escolhemos representar a Ubirider no Brasil pelo aspecto inovador da solução. Com isso, a DNK irá revolucionar o mercado brasileiro de mobilidade e logística urbana”, comemora o Diretor Presidente da DNK, Ântimo Gentile.

Disponível para smartphones Android e IOS, a modalidade Pick Hub permite que operadores de transporte utilizem o marketplace da plataforma para vender seus serviços para empresas B2B, explorando, assim, novos e valiosos segmentos de mercados através do conceito de crowdsourcing e crowdshipping.

“O processo é bem simples, funciona tanto como um front-end para vendas B2B quanto uma oportunidade de emprego para indivíduos prejudicados pela pandemia: o operador de transporte se cadastra no aplicativo Pick Hub e oferta seus serviços de transporte e entrega de mercadorias para empresas”, explica Gentile.

O crowdshipping resolve as principais tendências em operações de curta distância: mais agilidade e menor preço. Esse tipo de entrega cresce em ritmo acelerado, quando comparado às entregas tradicionais.

De acordo com o relatório “The Future of the Last Mile Ecosystem”, as entregas de curta distância no Brasil aumentarão 78% até 2030. Além disso, as entregas realizadas no mesmo dia ou instantâneas são as que mais crescem, avançando, em média, 36% e 17%, respectivamente.

“A exigência do consumidor pela conveniência das compras online e da entrega rápida leva as empresas a correrem para satisfazer essa demanda com opções de entrega cada vez mais rápidas, baratas e sustentáveis. Através da parceria com a Ubirider, cumprir essa demanda com excelência já é realidade na DNK”, orgulha-se o executivo.

Leave reply:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *